Publicidade

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Soldado é morto fardado enquanto retornava para casa, diz O Povo

Soldado é morto fardado enquanto retornava para casa, diz O Povo OnLine

De acordo com matéria publicada no Jornal O Povo OnLine, um policial militar foi assassinado na manhã desta quarta-feira, 14 de janeiro/2015, na rua 15, no bairro Prefeito José Walter. 

O soldado Samuel Rodrigues Tabosa estava fardado e voltava do trabalho, em Maranguape, quando foi surpreendido por uma dupla de assaltantes. Um dos suspeitos foi preso, diz a publicação do O Povo.


Ainda segundo a reportagem, Samuel levou dois tiros na cabeça e morreu no local, por volta das 7h50min, conforme informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).  Os suspeitos fugiram em um Corsa Classic branco, que possuía queixa de roubo e foi encontrado na favela "Mana", no bairro Jangurussu.

O tenente-coronel Fernando Albano, relações-públicas da PM, informou que várias equipes realizam buscas no local e uma dos cirminoso foi capturado. A arma do PM foi tomada de assalto e a Polícia já tem pistas sobre o segundo suspeito.

Segundo a PM, Samuel Rodrigues entrou para a Polícia em 2003 e integrava a 2ª Companhia do 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Maranguape. Samuel era casado, ele deixou um filho de cinco anos, afirma a matéria do O Povo Online.

Esse foi o primeiro caso de homicídio de PM em 2015, conforme levantamento da Associação de Cabos e Soldados Militares do Ceará. Ano passado, foram registrados 12 homicídios, número inferior ao total de mortes de PMs em 2013 (18 casos) e 2012 (17 casos).

Até quando essa violência sem limites vai continuar? Até quando os nossos soldados pagarão com a própria vida essa violência desenfreada? Quantos jovens, homens e mulheres estão morrendo todos os dias vítimas dessa bandidagem que continuam a matar e a roubar?

Com a palavra os deputados, senadores e presidente da República.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Urubu derruba helicóptero no PR e deixa um morto e um ferido, diz jornal

Urubu derruba helicóptero no PR e deixa um morto e um ferido, diz jornal

Uma pessoa morreu e outra ficou gravemente ferida após um helicóptero cair na rodovia PR-576, em Santa Mônica, no noroeste do Paraná, na noite de sábado (10).


De acordo com a Polícia Militar (PM), a aeronave seguia de Porto Rico, também na região noroeste, para um rodeio que era realizado em um distrito de Santa Mônica.

Após a queda, o helicóptero pegou fogo. O piloto morreu na hora. O copiloto, que também é dono da aeronave, sofreu queimaduras de segundo grau em 70% do corpo, ainda conforme a polícia. A vítima foi levada para o hospital Santa Casa de Paranavaí.

Na manhã deste domingo (11), o hospital informou que o paciente permanece sedado e que respira com a ajuda de aparelhos. Ele corre risco de morte. 

O copiloto do helicóptero disse à polícia que o acidente foi provocado após um urubu bater no para-brisa da aeronave. Após o choque, a máquina perdeu força, esbarrou na fiação elétrica e caiu logo. 

O Major da Polícia Militar Ademar Paschoal, informou que o copiloto também era dono do helicóptero que caiu em Terra Boa no dia 7 de dezembro de 2014.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o helicóptero, fabricado para transportar três pessoas, estava com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) regular e a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) venceria apenas em fevereiro de 2015. 

(RPC Noroeste)